Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Aqui ficarão as informações sobre a Super Ténéré 1200.
Avatar do usuário
Eniot
Participativo-
Participativo-
Mensagens: 303
Registrado em: 04 Mai 2015, 10:25
Cidade onde mora: Juiz de Fora-MG

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por Eniot » 01 Nov 2017, 09:40

AugustoJF escreveu:Sobre este assunto, realmente senti isso na Super que peguei recentemente (bem diferente da minha moto anterior) e percebi que se girar um pouco o acelerador na partida ela pega mais fácil. Então pergunto, é melhor dar esse pequeno gas no acelerador ou deixa a moto pegar somente apertando o botão?
Bem vindo conterrâneo, a minha eu sempre liguei sem acelerar. Não acho que acelerar melhora para pegar. Pode ser que o filtro de ar esteja um pouco obstruído e sem abrir o acelerador demore um pouco para o motor aspirar a parte de ar necessária a combustão.

Enio
ET.
CBR 600F 2012 - Preta
BMW G650GS 2014 - Branca
Triumph Tiger 800 2014 - Branca
Yamaha XTZ 1200 DX - 2015 - Cinza

Avatar do usuário
Eniot
Participativo-
Participativo-
Mensagens: 303
Registrado em: 04 Mai 2015, 10:25
Cidade onde mora: Juiz de Fora-MG

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por Eniot » 01 Nov 2017, 09:44

"Eu pensava que motor crossplane fosse coisa de motor 4 cilindros...Vocês que entendem, dá pra dizer que motor 2 cilindros da Super é crossplane??"

Aqui tem alguma explicação, apesar de matéria antiga:

http://www.motoesporte.com.br/yamaha-di ... crossplane" onclick="window.open(this.href);return false;

Enio
ET.
CBR 600F 2012 - Preta
BMW G650GS 2014 - Branca
Triumph Tiger 800 2014 - Branca
Yamaha XTZ 1200 DX - 2015 - Cinza

Avatar do usuário
ivnn
Mestre-
Mestre-
Mensagens: 713
Registrado em: 05 Jan 2012, 14:32
Cidade onde mora: São Paulo / SP

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por ivnn » 01 Nov 2017, 10:52

Dá. Esse crossplane da Yamaha significa fazer o virabrequim com angulação tal que:

Deixe a energia cinética total do conjunto dos pistões o mais constante possível.

Nesse conceito não há restrição ao número de cilindros. Com dois ou mais faz-se isso. Só não dá com mono.

Com dois cilindros, crossplane significa que quando um pistão está num extremo (e, portanto, com velocidade instantânea zero), o outro cilindro está no meio do curso, com velocidade máxima.

Ao fazer isso, durante a rotação do motor os pistões e bielas trocam energia cinética entre si, e não ficam produzindo uma (pequena) flutuação na velocidade angular do motor. Quando não é crossplane (por exemplo, GS1200), na hora que os dois pistões aceleram juntos e ganham energia cinética, esta vem da rotação do motor, que tem que desacelerar um tiquinho para ceder essa energia aos pistões e bielas. E o reverso acontece quando os pistões desaceleram no fim de curso, cedendo suas energias ao motor e acelerando-o levemente. O efeito dessa flutuação de velocidade angular é pouco perceptível para mortais como eu, mas para situações competitivas e pilotos profissionais, essa pequena flutuação aparece como um dos fatores limitantes de aderência em acelerações de saídas de curva.

Por outro lado, precisa de um pouco mais de massa excêntrica girante para balancear um crossplane. Ganha (pouco) de um lado, perde (também pouco) de outro.

Mas não vejo uma razão de porque um crossplane seria mais difícil de pegar que um motor normal. Provavelmente a razão da dificuldade é outra.

MARCELO CAVINI
Usuário-
Usuário-
Mensagens: 60
Registrado em: 22 Dez 2014, 11:24
Cidade onde mora: Fortaleza/CE

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por MARCELO CAVINI » 09 Nov 2017, 09:59

Eniot escreveu:"Eu pensava que motor crossplane fosse coisa de motor 4 cilindros...Vocês que entendem, dá pra dizer que motor 2 cilindros da Super é crossplane??"

Aqui tem alguma explicação, apesar de matéria antiga:

http://www.motoesporte.com.br/yamaha-di ... crossplane" onclick="window.open(this.href);return false;

Enio
Obrigado, Enio. Entendi um pouco melhor...

Abraço!
MARCELO CAVINI
(EX: XL 250R, XL 350, XT 600, RMX 250, FALCON 400, GS 750, PEGASU 600, MARAUDER 800, XT 660, VARADERO 1000)

MARCELO CAVINI
Usuário-
Usuário-
Mensagens: 60
Registrado em: 22 Dez 2014, 11:24
Cidade onde mora: Fortaleza/CE

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por MARCELO CAVINI » 09 Nov 2017, 10:02

ivnn escreveu:Dá. Esse crossplane da Yamaha significa fazer o virabrequim com angulação tal que:

Deixe a energia cinética total do conjunto dos pistões o mais constante possível.

Nesse conceito não há restrição ao número de cilindros. Com dois ou mais faz-se isso. Só não dá com mono.

Com dois cilindros, crossplane significa que quando um pistão está num extremo (e, portanto, com velocidade instantânea zero), o outro cilindro está no meio do curso, com velocidade máxima.

Ao fazer isso, durante a rotação do motor os pistões e bielas trocam energia cinética entre si, e não ficam produzindo uma (pequena) flutuação na velocidade angular do motor. Quando não é crossplane (por exemplo, GS1200), na hora que os dois pistões aceleram juntos e ganham energia cinética, esta vem da rotação do motor, que tem que desacelerar um tiquinho para ceder essa energia aos pistões e bielas. E o reverso acontece quando os pistões desaceleram no fim de curso, cedendo suas energias ao motor e acelerando-o levemente. O efeito dessa flutuação de velocidade angular é pouco perceptível para mortais como eu, mas para situações competitivas e pilotos profissionais, essa pequena flutuação aparece como um dos fatores limitantes de aderência em acelerações de saídas de curva.

Por outro lado, precisa de um pouco mais de massa excêntrica girante para balancear um crossplane. Ganha (pouco) de um lado, perde (também pouco) de outro.

Mas não vejo uma razão de porque um crossplane seria mais difícil de pegar que um motor normal. Provavelmente a razão da dificuldade é outra.
Ivnn,

Excelente! Obrigado!! Entendi quase 50% do que vc disse! eheheh

Abraço!
MARCELO CAVINI
(EX: XL 250R, XL 350, XT 600, RMX 250, FALCON 400, GS 750, PEGASU 600, MARAUDER 800, XT 660, VARADERO 1000)

Leoismar
Novato-
Novato-
Mensagens: 2
Registrado em: 20 Mai 2016, 20:00
Cidade onde mora: GOIANIA

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por Leoismar » 09 Nov 2017, 20:20

Galera boa noite! Sou novo no grupo em escrever mais antigo de estudos sobre a ST. Acabei de fazer uma viagem para Peru, Chile e Argentina e vou dizer, minha ST aconteceu esse problemas várias vezes no frio, a pior delas foi em Susques - AR no qual estava -7, ou seja, fiquei quase uma hora dando partida com ou sem chupeta e nada, não tive outra opção, dar um pequeno tranco para funcionar. Antes de eu partir fiquei sabendo de um tal de CCA (nunca tinha escutado essa palavra), pois tinha acabado de trocar minha bateria por uma BRANDY por 485,00 e não tinha como trocar por uma yuasa que custava 1.000. O cca da ST de 192 original, e o CCA da bateria brandy é apenas de 110, pois isso tanto prego na moto. Ate chegando no Brasil no Paraná ocorreu esse problema. Então, não comprem bateria da Super com CCA inferior pois vão ter problemas no frio, alem dela ja sofrer por natural no frio como escutei vários relatos antes da viagem, a minha foi a única do grupo com esse problema.

Avatar do usuário
Eniot
Participativo-
Participativo-
Mensagens: 303
Registrado em: 04 Mai 2015, 10:25
Cidade onde mora: Juiz de Fora-MG

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por Eniot » 10 Nov 2017, 08:05

Leoismar escreveu:Galera boa noite! Sou novo no grupo em escrever mais antigo de estudos sobre a ST. Acabei de fazer uma viagem para Peru, Chile e Argentina e vou dizer, minha ST aconteceu esse problemas várias vezes no frio, a pior delas foi em Susques - AR no qual estava -7, ou seja, fiquei quase uma hora dando partida com ou sem chupeta e nada, não tive outra opção, dar um pequeno tranco para funcionar. Antes de eu partir fiquei sabendo de um tal de CCA (nunca tinha escutado essa palavra), pois tinha acabado de trocar minha bateria por uma BRANDY por 485,00 e não tinha como trocar por uma yuasa que custava 1.000. O cca da ST de 192 original, e o CCA da bateria brandy é apenas de 110, pois isso tanto prego na moto. Ate chegando no Brasil no Paraná ocorreu esse problema. Então, não comprem bateria da Super com CCA inferior pois vão ter problemas no frio, alem dela ja sofrer por natural no frio como escutei vários relatos antes da viagem, a minha foi a única do grupo com esse problema.
Obrigado pela dica. Acredito que comprar a bateria Yuasa original seja um bom investimento, apesar de ser mais cara evita muito perrengue.

Enio
ET.
CBR 600F 2012 - Preta
BMW G650GS 2014 - Branca
Triumph Tiger 800 2014 - Branca
Yamaha XTZ 1200 DX - 2015 - Cinza

Avatar do usuário
Carlos
Usuário+
Usuário+
Mensagens: 223
Registrado em: 05 Mar 2013, 14:32
Cidade onde mora: Brasil

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por Carlos » 10 Nov 2017, 10:24

YUASA forever ...

Compro nesse Link

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB ... ytz14s-_JM

O nome do vendedor é Milton, original Yuasa Japonesa com 230 de CCA, YTZ 14S, a que vem na Moto é 12S.

Uma coisa que não se deve fazer, é dar partida na Moto depois de vários dias parada, compre um carregador eletrônico, vai dar um Role no sábado ? bota pra carregar a bateria na sexta, deixar ela cheia, vai ter bateria por muito tempo ...
Carlão

Avatar do usuário
Eniot
Participativo-
Participativo-
Mensagens: 303
Registrado em: 04 Mai 2015, 10:25
Cidade onde mora: Juiz de Fora-MG

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por Eniot » 10 Nov 2017, 14:16

Carlão,

Não daria problemas no sistema elétrico? No caso da minha que tem suspensão eletrônica

Enio
ET.
CBR 600F 2012 - Preta
BMW G650GS 2014 - Branca
Triumph Tiger 800 2014 - Branca
Yamaha XTZ 1200 DX - 2015 - Cinza

Avatar do usuário
Heyder
Mestre
Mestre
Mensagens: 833
Registrado em: 19 Jul 2011, 17:10
Cidade onde mora: Goiânia, GO
Localização: Setor Bela Vista
Contato:

Re: Dificuldade de partida em dias frios com a Super Ténéré

Mensagem por Heyder » 10 Nov 2017, 19:41

Não, se você usar um carregador flutuante de boa qualidade.
A Harley-Davidson tem alguns à venda. São mais caros, mas muito confiáveis.
Eu usei por um bom tempo um parecido com esse aqui... Nunca tive problemas na eletrônica na ST.
.

.
Pode deixar ligado direto na bateria. Mantem ela carregada sem danificá-la. :joinha:
Para quem gosta, a paixão de pilotar é entendida; para os demais, não adianta explicar.
CB450, Téneré XT600, FZ6-S 2009, Atual XT1200Z Super Ténéré com Escape DUPLO!

Responder