Bem-vindo: 23 Jan 2017, 03:29

Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 54 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 10 Nov 2011, 09:41 
Amigos , ontem estava folheando de boa o manual e na parte de especificaçoes do manual (pag 8-1, se eu nao estiver enganado) cita o óleo adequado onde varia a temperatura de -20 a 50ºC e sua viscosidade. Dei uma olhada num forum gringo e os caras batendo cabeça se seria melhor 10w-50, 20w-50 ou outro. Lembrar que as condiçoes de climaticas lá são diferentes das nossas.
Então pergunto: QUAL SERIA O MELHOR ÓLEO PARA A REGIÃO DO PLANETA EM QUE NOS ENCONTRAMOS??
É interessante porq concluimos algo com relação ao oleo do cardã e no manual é vaga a idéia do que vem de fabrica.


Voltar ao topo
  
 
MensagemEnviado: 10 Nov 2011, 11:56 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 23 Jun 2011, 10:44
Mensagens: 2365
Cidade onde mora: Sorocaba - SP
Popeye;

QUANTO À VISCOSIDADE:

Óleos com nomenclatura 20W50, são óleos multiviscosos, com viscosidade menor quando frio e maior quando aquecidos.

0W50 significa viscosidade zero na partida à frio (W de winter) e viscosidade 50 quando o motor está devidamente aquecido.

A letra que vem depois do W (Winter) significa a viscosidade máxima do óleo que é atingida quando a temperatura normal de funcionamento do motor é alcançada. Bomba de lubrificação (bomba do óleo do motor) e galerias de passagem por onde o lubrificante é conduzido aos pontos de atrito são, em tese, calculadas com base nesta viscosidade.

Assim, o número que vem após o W, no caso o 50, deve ser respeitado. Não aconselho por exemplo a utilizar um óleo 10w60 num motor projetado para 20W50. Forçaria a bomba de óleo e teria problema de passagem nas galerias de lubrificação do motor (tudo isso em tese, porque obviamente o projeto do motor prevê alguns parâmetros mínimos e máximos...)


São famosas as frases de propaganda de lubrificantes que dizem que "Cerca de 75% do desgaste de um motor acontece na partida a frio."


Isto ocorre porque o óleo demora alguma parcela de segundo para atingir as partes altas do motor na primeira partida pela manhã, logo, em tese, estes componentes trabalhariam "à seco" neste período, aumentanto vertiginosamento desgaste.

Como minimizar o efeito?

O óleo deve ter uma baixa viscosidade quando frio.

Quanto mais baixa a viscosidade à frio mais rápida a lubrificação no momento da partida.

É muito comum, com a evolução dos lubrificantes, os fabricantes de motores recomendarem óleos cada vez mais finos. (Conceito Energy Conserving Oil, altamente discutível...)

A própria Honda tinha como óleo original o Mobil Super Moto 4T 20W50 (Péssimo óleo por sinal, responsável pelo mantra recitado diariamente nas oficinas de moto nacionais: -"Moto precisa trocar de óleo a cada 1.000 km").

Imagem

Hoje, nas mesmas motos, mesmo nas antigas, recomenda um óleo com marca própria Honda de vicosidade 10w30. (Note que o 20 virou 10 e o 50 virou 30 o óleo está mais fino, e muito!!! Os motores são os mesmos...)




Logo, respeitado o 50, quanto menor o número antes do W melhor é o óleo.

O melhor possível para este motor seria o 0W50 sintético. Não existe para motos. Existe para carros, mas não atende as especificações de uso de motocicletas em virtude do câmbio usar o mesmo óleo do motor. (Famosa especificação do instituto Japonês JASO)

Os mais finos que encontrei são para motocicleta com padrão JASO antipatinamento de embreagem são:

Motul 5100 10w50 Semi Sintético

Imagem

Motul 300V 4T Factory Line 15W50 100% Sintético

Imagem

Particularmente entendo que é possível usar um óleo 10w40 num motor que exige um 20w50, até com algum benefício em performance se for equipado com refrigeração líquida.
Imagem

_________________
"Operator, this is an emergency...what's the number for 911?"

"A luz no fim do túnel foi desligada devido a cortes no orçamento"


Editado pela última vez por kablack em 10 Nov 2011, 13:08, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 10 Nov 2011, 12:25 
Kablack, parabéns pelas explicações. 99% respondido, só faltou fechar com chave de ouro sobre qual o que vem de fabrica na ST1200. Mandei 2 X ao SAC, mas não tive retorno. Confio mais no forum pra isso. Um grande abraço, valeu mesmo. Confesso que eu não sabia sobre pequenos detalhes que vc postou.


Voltar ao topo
  
 
MensagemEnviado: 10 Nov 2011, 13:02 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 23 Jun 2011, 10:44
Mensagens: 2365
Cidade onde mora: Sorocaba - SP
Popeye;

O óleo que vem na sua moto, muito provavelmente, é o recomendado para a troca na concessionária, no caso, o Yamalube nacional, pois, por questão de segurança, os veículos que são importados desmontados vem sem os fluidos inflamáveis (gasolina e óleos). A exceção são os veículos importados no sistema Ro-Ro (Roll On - Roll Off).

Na improvável hipótese da moto vir totalmente montada para o Brasil e rodando, teríamos no carter o Yamalube do país de origem.

De qualquer modo saber isso é, na minha humilde opinião, irrelevante, porque a Yamaha do Brasil, responsável pela garantia do produto, recomenda o uso do Yamalube nacional.

Logo, você deve tomar este óleo como o "original de fábrica" independentemente do primeiro abastecimento feito na origem ou na montagem.

Ademais, como veremos abaixo os óleos recomendados para a Europa, embora totalmente compatíveis com nosso clima, não são, exatamente, próprios para o clima tropical. Ainda mais na sua região.


Um abraço





Gosto muito do assunto.

Tem mais...



ÓLEO X TEMPERATURA AMBIENTE

O conceito de que no clima quente utiliza-se óleo grosso (alta viscosidade) e no frio óleo fino (baixa viscosidade) é resquício do tempo dos óleos monoviscosos.

Veja o artigo do Savio Machado, disponível em:

http://saviomachado.blogspot.com/2008/0 ... atura.html

" VISCOSIDADE X TEMPERATURA

Atualmente os lubrificantes oferecem uma boa vantagem de fluidez aos motores. Certamente isso teria que acontecer, pois os motores evoluíram muito também. Vamos começar entendendo como funcionava um motor de um Volkswagen Fusca em 1974. Tratando-se do lubrificante que deveria ajudar a lubrificar todas as peças internas daquele motor. Estamos falando especificamente de um lubrificante com viscosidade SAE 40. Esse tipo de lubrificante, atualmente não é mais permitido a sua comercialização com indicação para motores, devido ao alto índice de emissão de poluentes e ainda é um produto totalmente descartado das montadoras, com exceção aos óleos de caixa.
Um lubrificante de viscosidade SAE 40 é monoviscoso. Isso quer dizer que ele apresenta somente uma viscosidade. Quando dermos a partida em nosso Fusca, com o motor frio, a viscosidade será 40. Os pistões terão dificuldade em movimentar-se, pois a viscosidade do lubrificante não permite uma variação de fluidez. No decorrer do período em que o motor estiver em movimento a temperatura do mesmo irá aumentar. Isso vai fazer que o lubrificante comece a melhorar a sua lubrificação, pois quando maior a temperatura do motor maior será a sua fluidez. Conseqüentemente as peças do motor estarão mais protegidas. E mesmo com a temperatura alta do motor a viscosidade do lubrificante continuará sendo SAE 40.

Naquela época existia um grande desgaste na partida a frio, pois os lubrificantes não conseguiam proteger as peças do motor tendo apenas uma viscosidade. Como proteger as peças do motor quando ele estivesse frio?

Então criaram um lubrificante que tivesse dupla viscosidade para que ele protegesse o motor quando estivesse frio. Surgiu então o lubrificante SAE 20w40. Maior proteção ao motor na partida a frio. A viscosidade 20 tornou o lubrificante mais fluido com baixa temperatura. Nosso Fusca então passou a ter melhor desempenho. A partida tornou-se mais fácil, com menos peso ao girarmos a chave de ignição.

Com o passar dos anos as montadoras continuaram desenvolvendo motores e conseqüentemente as companhias petrolíferas acompanharam esse desenvolvimento. Hoje temos motores muito menores com muito mais potência que antigamente. As temperaturas dos motores também mudaram drasticamente. E as viscosidades foram baixando para que pudessem proteger cada vez mais os motores. Hoje temos inúmeras viscosidades recomendadas pelas montadoras. 15W50, 15W40, 10W40, 10W30, 5W30, 5W40, 0W30, 0W40, etc... Quanto mais baixa a viscosidade maior a proteção do motor. Mas lembre sempre de olhar o manual do seu carro para não perder a garantia da montadora."

O manual da Burgman apresenta uma tabela de viscosidade e temperatura para óleos multiviscosos.




A conclusão que chegamos analizando a tabela é que o óleo que atende as especificações para o noss clima tropical é: Qualquer um!!! (Menos o 10W30. Mas não é o que a Honda usa? Bom... Aí é problema da Honda... Hahahahahaha)

Se você quiser se aprofundar mais recomendo a leitura:

http://www.lubes.com.br/revista/ed07n04.html

Abraços e vamos ampliar o debate.

_________________
"Operator, this is an emergency...what's the number for 911?"

"A luz no fim do túnel foi desligada devido a cortes no orçamento"


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 10 Nov 2011, 13:53 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 23 Jun 2011, 10:44
Mensagens: 2365
Cidade onde mora: Sorocaba - SP
Sou fã da Motul;

Eles tem um serviço de indicação de lubrificantes onde colocamos o fabricante e modelo e são indicados os fluidos disponíveis para os mesmos.

http://ew5.earlweb.com/search.php?site=41

Recomendações da Motul para a XT 1200 Z*
Atenção à nota de roda pé indicando viscosidade e temperatura ambiente.



Abraço

_________________
"Operator, this is an emergency...what's the number for 911?"

"A luz no fim do túnel foi desligada devido a cortes no orçamento"


Editado pela última vez por kablack em 10 Nov 2011, 14:08, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 10 Nov 2011, 14:01 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 23 Jun 2011, 10:44
Mensagens: 2365
Cidade onde mora: Sorocaba - SP
Para a XTZ250:


_________________
"Operator, this is an emergency...what's the number for 911?"

"A luz no fim do túnel foi desligada devido a cortes no orçamento"


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 10 Nov 2011, 14:40 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 19 Jul 2011, 17:10
Mensagens: 689
Cidade onde mora: Marabá, PA
Boa discussão.
Kablack, parabéns às explicações, muito bom!
Também sou fã da Motul desde os tempos idos da FZ6 e uso o Motul 5100 20W50. Minha experiência com ele:

No caso da FZ6, ao que fui informado por um importador oficial, o motor já viria montado da europa com óleo no cárter e seria o Yamalube SINTÉTICO (usado na europa). Particularmente, senti muita diferença no barulho do motor após a primeira revisão onde o óleo foi trocado pelo Yamalube mineral (utilizado no Brasil). O motor era mais ruidoso (metálico) e quando engatava a 1ª a pancada era seca e estalada (diferente dos primeiros 1000 Km). Daí por diante, passei a utilizar o Motul 5100. Não entendo muito de motor de motos, mas o barulho do motor e o tranco da 1ª marcha ficaram muito reduzidos depois disso.

Agora, com a XT1200Z, não senti muita diferença no barulho do motor após a primeira revisão de 1000 Km onde o óleo posto foi o Yamalube mineral... Talvez o que estivesse lá originalmente fosse ele mesmo. Estou esperando a garantia vencer para começar a utilizar o Motul também e sentir as diferenças, se é que vão haver. ;)

_________________
Para quem gosta, a paixão de pilotar é entendida; para os demais, não adianta explicar.
Ex. CB450, Téneré XT600, FZ6-S 2009, Atual XT1200Z Super Ténéré com Escape DUPLO!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 11 Nov 2011, 20:26 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 27 Fev 2011, 13:15
Mensagens: 315
Cidade onde mora: São Paulo/SP
Caraca Kablack, um dia aprendo tudo isso....agora acho que vou ter que aprender!!!rsrs


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 11 Nov 2011, 20:57 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 23 Jun 2011, 10:44
Mensagens: 2365
Cidade onde mora: Sorocaba - SP
O pior vai ser aprender a falar Alemão!!!!

Abraço!

_________________
"Operator, this is an emergency...what's the number for 911?"

"A luz no fim do túnel foi desligada devido a cortes no orçamento"


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 12 Nov 2011, 17:48 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 15 Jan 2011, 12:40
Mensagens: 1614
Cidade onde mora: Jaboatão dos Guararapes/PE
Ka, voce usa que óleo na sua moto? Na XRE, como você já disse, a Honda recomendava o 20W50, hoje o 10W30. Particularmente acho o pós winter (30) meio inapropriado pra ser usado em lugares quentes, como aqui no Nordeste. Alguns tutoriais informa que a base semi sintética do óleo garante uma eficiência e durabilidade maior, não sei informar.

Tenho a pretensão de usar o Yamalub no lugar do Mobil, pois ambos possuem a mesma viscosidade, mas o Yamahalub tem API superior.

Essa história de trocar óleo com 1.000 é lorota pra mim, por experiência própria. A própria Honda indica trocar o óleo da XRE a cada 4.000 km.

_________________
DIEGO NUNES | RECIFE-PE |Yamaha XT 660R
Fazer 250, New Fazer 250, XRE 300, Ténéré 250 ^


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 54 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5, 6  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários registrados: Bing [Bot], Google [Bot], Google Adsense [Bot], MSNbot Media


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB