Bem-vindo: 26 Mai 2017, 04:15

Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 71 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 8  Próximo
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 29 Out 2013, 09:40 
Offline

Registrado em: 25 Abr 2011, 14:59
Mensagens: 212
Cidade onde mora: Rio das Ostras/RJ
Pessoal,

Com 25.800 km rodados, a relação chegou ao fim literalmente! Já vinha escutando um barulho tipo "chuá...chuá...chuá" vindo da roda traseira... lubrificava a corrente e melhorava (mas não sumia) e uns 200 km depois voltava o barulho... a aparência tanto do pinhão como da coroa estavam, a olho nu, boas... a corrente, estava meio "dura"... bom levei no mecânico que mexe nela (da própria Yamaha, mas mexe na casa dele), botamos a moto na rampa da oficia de um amigo dele, descanço central e engatamos a 2ª marcha... batata: o barulho alternado do "chuá...chuá...chuá" estava lá... ele me mostrou que a relação estava comprometida... paramos a moto... ele girou devagar a roda traseira ao passo que empurrava a corrente de baixo para cima (em direção a balança) para ver a folga... ora tava folgada e ora apertada... incrível mas é verdade... não procurei muito a explicação para isso, mas pensando, imagino que ou a coroa ou o pinhão gastaram de maneira não uniforme, levando-os a ficar ovais e não redondos, ocasionando essa tensão alternada na corrente.

Bom, relação original eu nem me dei ao trabalho de ver o preço!!! Sei que está na casa dos R$1.400,00 pra lá... a própria Yamaha daqui de Macaé oferece a Riffel... mas como só poderiam mexer na segunda-feira (ontem) e eu não queria ficar com o problema, achei em uma lojinha perto de casa um kit de relação da XT660 2004 em diante, da VAZ... eu nunca troquei relação das minhas motos, e fiquei sem saber o que fazer!!! Como estava "barata" R$340,00, mandei colocar, pois por pior que fosse, estava melhor que a minha e pra esperar compra pela internet, poderia demorar uns 10 dias ou mais... e eu trabalho diariamente com ela... assumi o risco.

Depois, consultando bastante os fóruns, constatei que uma grande maioria das pessoas coloca pinhão e corôa da VAZ, aço 1045T... blz, pois a relação que coloquei tem essas duas peças. A corrente foi que não ouvi falar nem mal, nem bem... ela está com emenda mas veio com um elo para eliminar a emenda. Por enquanto, está com a emenda.

A moto ficou outra!!! Super silenciosa!!! E, para minha surpresa, muito mais gostosa de pilotar, com mais arrancada, motor mais liso/uniforme inclusive em baixas rotações... bom, eu já havia regulado o TPS e a lenta dela e ela já tinha apresentado uma melhora... ficou mais experta!! Agora coma relação nova, parace outra moto... estranhando a emlhora repentina apenas com a troca da relação, volto eu pra net para fazer minhas pesquisas... foi aí que me deparei com o motivo dessa melhora repentina (acho eu): a quantidade de dentes do pinhão da XT660 é diferente do da T660!!! Ou seja, nem tudo é igual nas duas motos!!! Baixei o catálogo de peças de ambas, e constatei que o pinhão da T660 tem 13 dentes e o da XT660 tem 15 dentes. A sensação que estou é que a relação ficou mais curta (se é que é esse o termo). Eu troco mais rápido as marchas e arranco melhor, mas tenho a impressão que perdi velocidade final... Estou achando que a moto se esforça um pouco mais para atingir a mesma velocidade depois dos 100 km/h... pode ser só impressão, mas como não passo dos 130 km/h com ela e minha velocidade de cruzeiro é 115 km/h, pra mim ficou EXCELENTE!!!

Agora, vou procurar uma corrente de melhor qualidade... vi no catálogo da XT660 que eles estão usando a DID520VM3... não achei na internet pra vender com essa codificação. Ouvi falarem muito bem de uma tal de AFAM. Por enquanto, vou usando a da VAZ mesmo, com emenda, mas depois vou troca-la.

Sempre ouvi dizer que a XT660 dava mais "soco" nas saídas que a T660... me diziam que era o mapeamento do motor... bom, agora vejo que a relação tbm faz a diferença!! Se isso for verdade, não volto mais para a relação original da T660...rsrsr... a moto está um "T" pra andar!!!

De aprendizado, ficou que nem todas as peças são idênticas para ambas!

Ainda não consegui medir o consumo porque estou esperando o próximo abastecimento, mas já deu pra perceber que com a regulagem do TPS ela já passou a beber mais e agora com a troca da relação, perdi a referência... pois acabei fazendo as duas alterações em pouco tempo, dentro do mesmo abastecimento.

Vamos ver! Postarei aqui a experiência dessas alterações!

Abaixo as especificações dos catálogos de peças:

T660:
-----
COROA 45 DENTES -> 5VK-25445-01
CORRENTE 520ZRA-112L -> 9456X-08110
PINHÃO TRANSMISSÃO (13D) -> 5VK-E7460-10


XT660:
------
COROA 45 DENTES -> 5VK-25445-01
corrente(DID520VM3)
PINHÃO TRANSMISSÃO (15D) -> 5VK-E7460-10

OBS: Embora o código do Pinhão seja o mesmo nos dois catálogos, existe a especificação de 13D e 15D para cada um deles

Abs.

_________________
Marcio Motta .˙.

Atual: Ténéré 250 Preta (2013)
Anteriores: Ténéré 660(2012),Ténéré 250 Preta(2011), Fazer(2010) e Factor(2009)


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 29 Out 2013, 10:33 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 22 Abr 2012, 11:06
Mensagens: 821
Cidade onde mora: São Paulo/SP
interessante o relato

minha relação ainda esta ok com 18000, mas vou verificar a corrente e tentar dar uma boa lavada/lubrificada pois ficou 60 dias parada :crazy:


você chegou a esticar a corrente muitas vezes antes de precisar trocar ?

_________________
São Paulo, SP
http://fb.com/tiago.bega me add e se apresente ;)
Yamaha XT660Z Ténéré


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 29 Out 2013, 10:55 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 31 Jan 2011, 14:42
Mensagens: 1984
Localização: Rio de Janeiro / Barra da Tijuca
Cidade onde mora: São Paulo/SP
A relação na teoria está mais longa. Isso diminui o torque na roda e aumenta a velocidade real em relação à mostrada no velocimetro. Sugiro uma "calibração" do velocimetro com um gps para verificar a diferença. Se o velocimetro medir menos que a velocidade real, cuidado com multas. O calculo teorico mostra aumento da relação original de cerca de 15%, bem expressivo.

Sent from my GT-N7100 using Tapatalk

_________________
Administrador


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 29 Out 2013, 10:58 
Offline

Registrado em: 25 Abr 2011, 14:59
Mensagens: 212
Cidade onde mora: Rio das Ostras/RJ
Tsbega,

Já havia esticado sim... não muitas vezes! Acho que umas 4 no máximo, e todas as vezes na CC. Olhando a regulagem da balança (os risquinhos que servem de norte para posicionarmos ambos os lados) estava no 5º risco ainda.

Era meio relaxando com a relação... só quando lavava a moto é que dava lubrificava com o WD... mas depois que vi a importância de se cuidar bem dela, vou melhorar esse controle!!!

Eu já estava com esse barulho há uns 5.000 km... cheguei a comprar os rolamentos traseiro pra trocar pensando que fossem eles, porque visualmente a relação estava normal (pra mim). Nada que saltasse aos olhos!!! Os dentes estavam praticamente normais (pra mim)... não apresentavam sinais de gasto.

E como coloquei uma relação paralela, vou ficar bem atento... tenho visto alguns relatos de correntes arrebentando na casa dos 120 km/h, principalmente nas XT's. De diversas marcas: Riffel, KMC, DID, VAZ...

Vi gente falando bem e mal de todas essas marcas, o que nos confunde ainda mais! ora um acha a KMC excelente ora outro detona a KMC... idem para as demais marcas... ora falam que a emenda influencia ora falam que nem tanto, basta troca-la com periodicidade... enfim... não ajudou muito a consolidar minha opinião!

Lógico que uma relação paralela não vai durar o que dura uma original, mas se durar 1/3 já é lucro, pois o custo proporcional sai mais em conta! Se a que coloquei chegar aos 10.000 considero lucro!

O problema está na confiabilidade do equipamento! Principalmente na corrente! O pinhão e a coroa da vaz é quase unanimidade na net. Muito raro falarem mal. A corrente é uma coisa doida! Cada um tem uma opinião diferente!

Assim que eu puder, vou trocar só a corrente, isso para me dar mais confiabilidade no equipamento, porque peloque andei lendo, dá para apavorar!!! Eu estou evitando andar acima dos 120 km/h com essa corrente com emenda devido aos relatos que li... por outro lado, a VAZ não é uma empresa "de fundo de quintal" e tem um nome a zelar... controle de qualidade, etc... será que a corrente é que é não tem qualidade ou o uso inadequando com a falta de lubrificação e cuidado é que ocasiona o problema?!?!?! Ainda não tenho opinião própria quanto a isso!

Pelo que notei, corrente está igual a pneu: tem gente que gosta dos Rinaldi(R34) e tem gente que não quer ouvir falar deles!!! tem gente que gosta do SIRAC (eu adoro) e tem gente que reclama dele!!!

Abs.

_________________
Marcio Motta .˙.

Atual: Ténéré 250 Preta (2013)
Anteriores: Ténéré 660(2012),Ténéré 250 Preta(2011), Fazer(2010) e Factor(2009)


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 29 Out 2013, 11:03 
Offline

Registrado em: 25 Abr 2011, 14:59
Mensagens: 212
Cidade onde mora: Rio das Ostras/RJ
Doug01n,

Eu reparei isso!!! Esqueci de incluir no meu relato! Eu não tenho um GPS que mostra a velocidade, mas sinto que estou mais rápido do que o que mostra no velocímetro... coisa pouca! Antes, o meu sentimento era contrário... inclusive postei aqui no fórum em algum tópico que sentia que a diferença na T660 estava em torno de 10% menos... tipo: se exibia 50 km/h no velocímetro, estava a 45 km/h na verdade... isso comparando com os demais veículos. Agora me parece o contrário: se marca 45 km/h me passa a impressão de estar a um pouco mais... por exemplo: 50 km/h. Se marca 100 km/h, parece que estou a 105/110 km/h.

Preciso ver como aferir isso!

Abs.

_________________
Marcio Motta .˙.

Atual: Ténéré 250 Preta (2013)
Anteriores: Ténéré 660(2012),Ténéré 250 Preta(2011), Fazer(2010) e Factor(2009)


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 29 Out 2013, 11:09 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 22 Abr 2012, 11:06
Mensagens: 821
Cidade onde mora: São Paulo/SP
Interessante, eu não deixo a corrente muito esticada não, só ajustei 1 única vez nestes 18000km
mas sempre estou lubrificando.

corrente da VAZ só vi falarem mal até agora kkk

vamos ver quando chegar minha vez, com certeza este tópico será consultado.

_________________
São Paulo, SP
http://fb.com/tiago.bega me add e se apresente ;)
Yamaha XT660Z Ténéré


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 29 Out 2013, 11:11 
Offline

Registrado em: 25 Abr 2011, 14:59
Mensagens: 212
Cidade onde mora: Rio das Ostras/RJ
Doug01n,

Sou bem ignorante nesse assunto! Você teria como explicar como se faz esse cálculo e os motivos que levam a marcar errado no velocímetro com uma troca aparentemente simples?

Abs.

_________________
Marcio Motta .˙.

Atual: Ténéré 250 Preta (2013)
Anteriores: Ténéré 660(2012),Ténéré 250 Preta(2011), Fazer(2010) e Factor(2009)


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 29 Out 2013, 13:31 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 02 Mai 2013, 10:29
Mensagens: 765
Cidade onde mora: Viçosa/MG
Obrigado LMania pelas contribuiçoes da relação, regulagem do TPS e pneus.
vai relatando ai, q vamos acompanhando
abracos

_________________
XT 660Z TENERE



Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 04 Nov 2013, 10:11 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 06 Mai 2012, 13:46
Mensagens: 109
Cidade onde mora: Caruaru/PE
Pessoal achei esse link e aí o acham?

http://goo.gl/SGgjEr

Sent from my GT-N7100 using Tapatalk 2


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 04 Nov 2013, 10:37 
Offline

Registrado em: 25 Abr 2011, 14:59
Mensagens: 212
Cidade onde mora: Rio das Ostras/RJ
Over,

Eu acabei de colocar uma relação considerada de segunda linha. Por enquanto, não tenho nada a reclamar! Pelos relatos que andei pesquisando na NET, ví muita gente falando mal tanto da corrente VAZ como da RIFFEL e inclusive da DID. Alguns relatos bem antigos, o que pode significar que os produtos melhoraram com o passar do tempo. Porém, confesso que não estou seguro, embora não tenha nada a relatar contra a VAZ, por enquanto! Se estivesse com grana sobrando iria de original mesmo. Se estivesse tranquilo financeiramente, colocaria a da AFAM que ouvi falar muito bem e está na casa dos R$900,00. mas como a coisa tá meio feia, fui de segunda linha mesmo.

Já rodei uns 500 km e nada de anormal, como barulhos, necessidade de ajustes, etc.

Encontrei relatos de corrente original da Yamaha arrebentando nas XT's 2009!!! E hoje não arrebentam mais... logo, pode ser aquela coisa do PDCA da Qualidade que tenha resultado em produtos melhores hoje em dia.

Só com o uso é que poderei formar a minha opinião a respeito da VAZ. A Riffel, o mecânico da Yamaha que mexe na minha moto na casa dele tem uma XT600E e usa dessas comprada na própria Yamaha.

preste atenção na quantidade de dentes do Pinhão, pois tem gente vendendo kit de relação dizendo que serve tanto para as XT's como para as Ténérés, mas o da T660 tem 13 dentes e o da XT tem 15 dentes... eu coloquei o da XT e estou gostando!!!

Abs.

_________________
Marcio Motta .˙.

Atual: Ténéré 250 Preta (2013)
Anteriores: Ténéré 660(2012),Ténéré 250 Preta(2011), Fazer(2010) e Factor(2009)


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 71 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 8  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários registrados: Bing [Bot], Google [Bot]


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB