Bem-vindo: 15 Ago 2018, 21:05

Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 241 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 21, 22, 23, 24, 25  Próximo
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 05 Set 2017, 15:36 
Offline

Registrado em: 10 Set 2013, 18:51
Mensagens: 187
Cidade onde mora: floripa/sc
Thiago_1100S escreveu:
dinho.p escreveu:
A corrente original (DID JAPAN) e a paralela YTEK (DID BR) são sem emenda mesmo. É só tirar a balança; bem de boas.
Emenda é um problema porque pouquíssimas oficinas possuem a ferramenta correta; a maioria rebita na "marretada" e não adianta tentar acreditar que é igual, porque não é - mesmo caso de mecânico que não usa torquímetro e acha q sabe o torque correto "no muke". Tem a opção do clipe, que eu não confio; sei de gente que passou uma vida usando esse tipo de emenda numa boa; mas que existe maior probabilidade de dar merda, existe.


Vou pesquisar isso pq está muito estranho ela ja vir fechada... pois muitas motos não tem como instalar sem abrir a corrente, e a corrente é algo genérico, não é feito para moto X ou Y.

A anterior que usei na duca era uma DID japonesa VMX (se não me engano) comprada fora pois aqui na época pediram mais de 1k na corrente aqui.
A atual é uma RK tbm japonesa e igual a did veio aberta, mas no caso dessa vieram duas travas, uma de rebite e uma de grampo.

Quanto a oficina não ter a ferramenta troca de oficina, ja existem N ferramentas que fazem isso até um kit da chines de 10 doletas, então manda o FDP comprar a porra da ferramenta

Obs. o kit chines é bom pois comparei ele com um de marca que trouxe dos eua e a unica diferença é e a quantidade de acessórios, enquanto o meu pega toda medias de corrente o chines pega somente uma medida.

E mesmo assim com um sargento e uma esfera de rolamento se faz a ferramenta, eu fiquei besta com a simplicidade dela quando vi, e até hoje não entendi o motivo dos fabricantes nacionais cobrarem mais de 180 por uma ferramenta dessa..


A principal diferença que vi nestas ferramentas que o amigo citou é que, na ferramenta "de marca" há um final de curso para cada medida de corrente, as forças resultantes sobre os pinos, elos, o-rings, etc; são ideais. Já na "chinesa" ou mesmo a criativa "sargento+esfera" não há este fim de curso; ou seja, o sujeito pode "arroxar" o pino ou deixar com folga acima da especificação.
Funciona? Sim. É o correto? Não. Pode durar uma vida inteira ou pode dar m... ali na esquina. Eu não gosto de jogo!
Vai do gosto do caboclo. ;)


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 05 Set 2017, 17:20 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 14 Out 2016, 08:53
Mensagens: 46
Localização: Três Coroas / RS
Cidade onde mora: Três Coroas / RS
Eu também não acreditava em corrente sem emenda até comprar esta y-tec.

Eu já tinha comprado outra corrente did e ela vinha com emenda, aquela de pressão.


Enviado de meu GT-I8552B usando Tapatalk

_________________
Atuais: Ténéré 250 e XT225 de trilha.

Ex-NX4 Falcon 2001
Ex-DT180 1988
Ex-Titan 125 1999


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 05 Set 2017, 18:20 
Offline

Registrado em: 10 Nov 2014, 21:08
Mensagens: 798
Cidade onde mora: guarulhos/Sp
dinho.p escreveu:
A principal diferença que vi nestas ferramentas que o amigo citou é que, na ferramenta "de marca" há um final de curso para cada medida de corrente, as forças resultantes sobre os pinos, elos, o-rings, etc; são ideais. Já na "chinesa" ou mesmo a criativa "sargento+esfera" não há este fim de curso; ou seja, o sujeito pode "arroxar" o pino ou deixar com folga acima da especificação.
Funciona? Sim. É o correto? Não. Pode durar uma vida inteira ou pode dar m... ali na esquina. Eu não gosto de jogo!
Vai do gosto do caboclo. ;)


qual de marca que vc viu que possui esse limitador?

A própria da did não tem isso não, o limitador nela é só no caso da corrente 428 que é a mais fina, e mesmo se vc apertar ele até o limite esmaga o rebite dela facilmente, na hora que vc coloca uma 532 nela é possível espremer o pino até ele rasgar sem chegar perto do limite ... tanto que no manual vem indicado p apertar e soltar e ir olhando até aumentar 1mm a largura do pino...

Isso não é nada tão místico assim que precise de ferramenta extremamente aprimorada, até mesmo o martelo que muitos usam da p fechar perfeitamente, apoia a base usa um punção com a espessura do pino e bate até ele alargar 1mm e ponto, o problema desse método é que fica mais difícil de acertar o ponto, ai algumas vezes estragam o pino por bater mto forte, e outras deixam de bater por medo e não criam a trava do tamanho adequado...

Lembrando que essa trava de 1mm é só uma segurança a mais, por vc não estar utilizando uma prensa na fabrica, pois todos os demais pinos da corrente tem a mesma espessura e não tem a ponta achatada para travar tanto que em viajes ja vi mais de uma vez o pião removendo estourando e mais um da corrente e fechando ela de novo nos que estavam bons com o pino liso, pois não tinha um elo de emenda p colocar


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 05 Set 2017, 18:36 
Offline

Registrado em: 10 Nov 2014, 21:08
Mensagens: 798
Cidade onde mora: guarulhos/Sp
Daniel.TC escreveu:
Eu também não acreditava em corrente sem emenda até comprar esta y-tec.
Eu já tinha comprado outra corrente did e ela vinha com emenda, aquela de pressão.
Enviado de meu GT-I8552B usando Tapatalk


Realmente vou pesquisar sobre isso... Acho muito estranho fabricarem um corrente que vem fechada, pois isso limite a aplicação dela, e não há ganho nenhum para o usuário a corrente ja vir montada.... se eu achar vou mandar e-mail para o fabricante perguntando o porque disso.

Uma coisa é fato, o elo que normalmente da problema primeiro nas correntes é o de emenda, mas ja percebi que é por montagem mal feita, a corrente vem com a graxa própria e o X'ring p montar direito e nego nem usa só pq ela ja vem melada, infelizmente vi uma cc da suzi montar uma GSX na minha frente sem fechar o furo com graxa antes de passar o pino... evitar esse falha na montagem seria o único motivo da corrente vir montada, pelo menos que eu consigo identificar.

Vejo um motivo para vir fechada, seria para ser utilizada em linha de montagem de alguns modelos (tem modelos como a minha que é impossível montar ela sem abrir) na fabrica, antes de montar a balança passa a corrente e é um trabalho a menos, pois querendo ou não pelo menos 5 minutos o cara perderia para rebitar a corrente... e aumentaria o custo na linha de produção.

Obs. eu montei 8 relações nas motos que tive até hj, duas de clip as demais de rebite, só comprei a ferramenta própria se não me engano na quinta (antes era o sargento com um furo na base e a esfera de rolamento encaixado nele, e se olhar a ferramenta de rebitar tem exatamente a mesma esfera na parte de pressão), a única relação que tive problema no elo de emenda foi a primeira de todas que eu paguei para montarem, com 20k o elo tava quase cortado pois estava seco dentro.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 19 Fev 2018, 21:47 
Offline

Registrado em: 01 Mar 2014, 18:23
Mensagens: 14
Cidade onde mora: Santo André / SP
Troquei apenas a corrente com 25mil KM!

Sei que o tópico é antigo, mas para fim de pesquisa deixarei meu relato, pois foi aqui que decidi o que faria.

Aos 20mil KM mandei a moto para uma revisão geral (desmontagem completa e lubrificação) em uma oficina independente, pois bem, acredito que a corrente tenha sido montada no sentido de trabalho invertida.
Eu havia esticado apenas 2 referencias na balança até então e nestes últimos 5milKM... lá se foi TUDO! Acredito eu que chegaria fácil nos 40mil KM aproximadamente.
Estava decidido a trocar a relação completa por outra genuína Yamaha (R$740,00 + R$60,00 M.O), pela confiabilidade e durabilidade desde que respeitado a limpeza, lubrificação e montagem correta :pdavida:

Após uma análise:
Pinhão e Coroa: os dentes estão com perfil quadrados e não pontiagudos, sem deformações e ou desgastes ovalizados.
Decidi trocar apenas a corrente, optei pela KMC 520uo 108 (tirei 2 elos pela falta da 106), paguei R$140,00.

Mesmo a corrente KMC utilizando emenda, decidi desmontar a motoca para tirar a corrente usada e lavar todo o conjunto e lubrificar os rolamentos, nesse ponto me questionei:
"Esse trampo não se faz em uma hora, duas ou três, "cumé" que a Concessionária iria me cobrar R$60,00 de MO para fazer o trampo direito?" - É lógico que iriam abrir a corrente sem emenda... não tem outra explicação!

Enfim serviço feito, limpo e direito! A corrente casou muito bem no pinhão e coroa, não bate ou pula e está muito silenciosa! :joinha:


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 28 Abr 2018, 10:15 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 24 Ago 2013, 13:46
Mensagens: 158
Localização: São Paulo - Santana
Cidade onde mora: São Paulo-SP ZN (Santana)
Bom dia pessoal. So informaçao a minha relaçao é original ta com 31mil vou trocar agora. Durou! Tb estranho a bateria nunca triquei arara azul é 13-13. Abs

_________________
“Você vive mais cinco minutos em cima de uma moto, do que algumas pessoas vivem a vida toda”..'.
Ténéré 250 13/13 azul
CB400II 1982
DT 180 1991
RD 350 1989


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 28 Abr 2018, 13:47 
Offline

Registrado em: 10 Set 2013, 18:51
Mensagens: 187
Cidade onde mora: floripa/sc
EduLoner escreveu:
Troquei apenas a corrente com 25mil KM!

... acredito que a corrente tenha sido montada no sentido de trabalho invertida.
Eu havia esticado apenas 2 referencias na balança até então e nestes últimos 5milKM... lá se foi TUDO! Acredito eu que chegaria fácil nos 40mil KM aproximadamente....


Cara, você pode ter razão e o mecânico montou errado; mas pense também que, percebi aceleração do desgaste nos últimos Km de vida útil da relação... eu aproximaria esse desgaste como uma função exponencial. Então pode ter sido apenas o acaso, pois a quilometragem relatada está dentro da média apontada aqui no fórum. Também não sei se montar ao contrário teria este sintoma de desgaste prematuro, pois as tensões no material não mudariam muito não.


[quote="EduLoner"]
"Esse trampo não se faz em uma hora, duas ou três, "cumé" que a Concessionária iria me cobrar R$60,00 de MO para fazer o trampo direito?" - É lógico que iriam abrir a corrente sem emenda... não tem outra explicação!
/quote]

Longe de mim defender cc. A qualidade geral das ccs no Brasil melhorou nos últimos anos, mas ainda é um roubo se compararmos custoXqualidade. Porém as vezes que utilizei os serviços destes, não abriram a corrente não. Com os equipamentos certos e pessoal que (só) faz isso em ritmo de produção, realmente é possível fazer o serviço certo em uma hora. Sempre que fiz revisão na cc, fiquei em cima, sou o tipo que o chefe de oficina odeia. hahahahahaha. Aliás, depois de boas discussões, acabamos por ter simpatia e respeito um pelo outro, me refiro aqui ao chefe da oficina Yamaha-geração, de Florianópolis. É uma das melhores cc que já frequentei (e incluo neste comparativo as ccs de marcas de automóveis tb). Mas como em cc o que manda é o giro, então se puderem fazer apenas o "arroz com feijão" , farão; "time is money".
Enfim, sua atitude, sempre que possível, é a melhor: "do it yourself", o famoso "Diy". Ninguém fará com a atenção e dedicação como você.
Se vc dedicar uma hora a mais em um pequeno detalhe, foi uma hora ganha, que passou se divertindo, curtindo sua máquina, aprendendo, relaxando...
É isso aí, bora meter a mão na graxa!!!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 29 Abr 2018, 21:42 
Offline

Registrado em: 26 Abr 2018, 19:47
Mensagens: 10
Cidade onde mora: Manaus/AM
Gente, alguem conhece relação maxx premium... comprei um kit com corrente achando q era DID, o vendedor agiu de ma fé q cobriu a marca da relação com a caixa da corrente e agora nao sei se devolvo ou se vale a pena usar esse kit?? Poderiam ajudar??

_________________
Honda Twister (2009)
Suzuki intruder 125 (2011)
Yamaha Tenere 250 (2012)
Kawasaki Ninja 300 SE (2016)
Yamaha Tenere 250 (2018)

A SELVA NOS UNE! A AMAZÔNIA NOS PERTENCE!
BRASIL ACIMA DE TUDO!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 05 Mai 2018, 22:09 
Offline

Registrado em: 05 Mai 2018, 22:05
Mensagens: 1
Cidade onde mora: Guarulhos/SP
dieles escreveu:
Há duas marcas paralelas, DID e VAZ, que são recomendadas para se usar na lander e por conseguinte na ténéré 250.

Não tenho certeza, mas a melhor corrente seria a da DID, e pinhão e coroa da VAZ.

Alguém sabe com certeza quais as melhores marcas pra se ter seu kit paralelo?


Cara nas minhas motos sempre usei VAZ, porém percebi que a qualidade diminuiu, então passei a usar Pinhõa, Coroa e Corrente com Retentor KMC. Não tenho do que reclamar...


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 09 Mai 2018, 23:32 
Offline
Avatar do usuário

Registrado em: 14 Fev 2011, 09:17
Mensagens: 4076
Cidade onde mora: Campinas - São Paulo
Por experiencia em diversas trocas eu indico a corrente DID sem emenda e com aneis o`ring ( precisa desmontar a balança para instalar )

Quanto ao pinhão e coroa a Riffel vai muito bem....se bem que tem pinhão DID tbm.

Cheguei a trocar 2 pinhões para uma corrente e coroa. ( tudo sempre verificado em detalhes )

_________________
XT 600 Z TÉNÉRÉ 92
XTZ-250 TÉNÉRÉ 11

Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 241 mensagens ]  Ir para página Anterior  1 ... 21, 22, 23, 24, 25  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários registrados: Bing [Bot], Google [Bot], Google Adsense [Bot]


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB